tuttisposa.com.br

Casamento na igreja: tudo o que você precisa saber

Muitas noivinhas, quando chegam a esse momento, se veem diante de uma dúvida que é cada vez mais comum: mas precisa ser na igreja? Que vem acompanhada de outras: O celebrante não vai até a casa de festas? E os valores pra se casar na igreja, são muito caros? Como os convidados vão se deslocar?

Realmente são muitas as dúvidas, e elas devem ser respondidas o quanto antes para que você e seu noivo tomem a decisão mais feliz para os dois. Eu me casei na igreja, e foi uma escolha de todo o coração. Mas cada casal deve conversar e chegar a uma decisão respeitando suas crenças e necessidades.

No post de hoje não vamos focar tanto nos ritos do casório, ou nas razões para se casar assim ou assado, mas em responder as noivinhas que nos escreveram com dúvidas sobre o casamento na igreja. Vamos falar um pouco:

  • da emoção do grande dia,
  • da burocracia (pois é!)
  • e das pequenas e grandes escolhas que fazem a sua cerimônia acontecer.

Preparada? Então lá vamos nós!

Casamento na igreja

Casamento na igreja: tomem essa decisão – e se possível todas as outras – juntos! (crédito: inesquecivelcasamento.com.br)

Casamento na igreja: fazer ou não, eis a questão

Resolvi falar um pouco sobre isso, não com argumentos e opiniões, mas com histórias. Às vezes elas nos inspiram mais que todo o resto!

A primeira é sobre uma amiga querida, que foi a primeira da minha turma a se casar, uns 5 anos atrás. Ela não fazia questão de que fosse na igreja, então fez uma cerimônia ecumênica junto com a festa. Quando eu estava para me casar, nos encontramos e soube que ela e o marido estavam planejando se casar de novo! Eu achei o máximo, ainda mais que estava superempolgada com os meus preparativos, e perguntei se eles fariam alguma coisa diferente desta vez. Ela disse que sim, muitas coisas, tipo convidar menos gente, mas o principal não era isso: “É que desta vez a gente quer se casar na igreja”.

A outra história, também é minha – eu que sempre desejei esse momento, de me casar na igreja, sonhei com ele e tudo! Na semana do casório fiquei tentando imaginar cada detalhe, mas em nenhum dos meus sonhos, no mais trágico (tipo tropeçando no vestido! rsrs) ou no mais mágico me aproximei minimamente da emoção que senti quando aquelas portas se abriram. O ambiente, a música, tudo te leva pra um outro lugar. Como disse meu pai, é um ‘negócio de louco’ ver todas aquelas pessoas voltadas pra você, pro seu momento, num ambiente tão bonito e de tantos significados. Foi a melhor escolha que poderíamos ter feito! – como, aliás, vocês podem ver aí embaixo 

Casamento na igreja: (crédito: Libélula Fotografia)

Casamento na igreja: a papelada

Agora que já sonhamos um pouco, vamos à parte prática: a burocracia! Ela existe, sim, e não é pouca, por isso vocês devem se informar o quanto antes sobre os documentos exigidos pela igreja onde escolherem se casar.

Em geral esses trâmites devem começar a ser vistos com pelo menos três meses de antecedência. Mas por que tanto tempo?

Docs

1. No caso de casamento católico, vocês terão que marcar e fazer o curso de noivos, e apresentar o comprovante ao dar entrada na igreja. O curso pode ser feito noutra igreja, não necessariamente a escolhida para o casamento. Fiquem de olho nas datas, já que não são oferecidos tantos cursos assim durante o ano.

2. Outro documento que terão que apresentar é o protocolo do processo civil. A essa altura, é importante que vocês já tenham dado entrada no cartório.

3. Cópia recente da certidão de batismo dos noivos – que, em alguns casos, precisa ser solicitada de outra cidade ou estado. Elas costumam ter prazo de validade, então cuidem para pedi-la no tempo certo.

4. Cópias autenticadas de RG e CPF dos noivos – e de suas testemunhas, que também deverão preencher uma ficha com seus dados pessoais. Procure saber se há, e quais são os pré-requisitos antes de escolhê-las.

5. Cópia do comprovante de residência e transferência de paróquia – este para o caso de terem escolhido se casar noutra igreja que não a do seu bairro.

Taxas

6. Por fim, você devem pagar uma taxa, que costuma cobrir despesas como o cerimonial, a celebração pelo padre e outros detalhes. É um outro dado a ser perguntado, já que varia bastante de uma igreja para a outra. Quando buscava opções no Rio de Janeiro me deparei com os mais variados preços. De R$ 250,00 (Capela Santa Terezinha, em Laranjeiras) a R$ 3.000,00 (Paróquia Nossa Senhora do Brasil, na Urca).

Lembrando que esses documentos são os principais, mas é claro que pode haver variações de prazos e exigências entre as paróquias. Por isso fique de olho, e se informe sobre tudo com antecedência!

Casamento na igreja: os detalhes!

O local

O primeiro passo de todos, claro, é justamente escolher a igreja do casório de vocês. Alguns fatores podem pesar, como a proximidade de onde moram, ou mesmo da casa de festas, o valor cobrado, o tamanho do local, que deve respeitar o número de convidados para que pessoas não assistam à cerimônia de pé, e por aí vai. Conversem sobre cada um deles e tenham em mente desde o início que não existe opção perfeita, mas aquela que atende melhor à maior parte das suas demandas e de seus convidados.

Casamento na igreja

Casamento na igreja: pense nos detalhes na hora de escolher a sua igreja (crédito: aslembrancinhasdecasamento.com)

O celebrante

Outra escolha importante é o celebrante. Muitas igrejas já têm definido o padre que estará à disposição para o seu casório. Mas há também as que permitem a celebração por um padre escolhido por vocês. Em geral, antes de marcarem a data, ele os chamará para uma conversa, para conhecê-los melhor. É a oportunidade que vocês têm de conhecê-lo também, e avaliar se é mesmo o que estão buscando. Outro ponto é que as igrejas católicas tradicionais não costumam permitir que os padres celebrem fora da igreja. Aos casais que sonham em se casar ao ar livre, nossa dica é saber mais sobre a cerimônia ecumênica, ou mesmo celebrada por um juiz de paz.

A decoração

É claro que uma decoração bonita faz toda a diferença. Maaas… ao se casar numa igreja você deve, mais do que nunca, ter em mente que menos é mais. Escolha a cor e o tipo de arranjos que gostaria, e tente conciliar suas expectativas com as possibilidades da ocasião. Converse com seu decorador e o cerimonial da igreja para chegar à harmonia que deseja.

Os momentos

Vocês podem optar por uma celebração que tenha apenas a cerimônia, ou mais completa, seguindo a missa convencional. Só a cerimônia leva uma média de 30 a 40 minutos, opção que contempla os principais momentos sem cansar vocês. Inclui as entradas, a homilia, a troca de alianças e a bênção, e pode ter também a comunhão – só para o casal, ou para o casal, pais e padrinhos.

As músicas

Vocês devem escolhê-las, claro, de acordo com os momentos da sua cerimônia. Harmonize seu gosto ao bom senso e tenha a trilha sonora perfeita!

Casamento na igreja

Casamento na igreja: escolha uma música marcante para a sua entrada  (crédito: pinterest.com)

Crédito: Carol – Blogueira em Blog Vestido de Noiva

OS VALORES APRESENTADOS PODEM TER SOFRIDO ALTERAÇÃO. O BLOG DA TUTTI SPOSA NÃO ENTROU EM CONTATO COM AS IGREJAS PARA VERIFICAR A ATUALIZAÇÃO DE JULHO 2019.

Você pode gostar

Meu Casamento foi adiado. Como informar os convidados

Vestido de noiva princesa: tudo que você precisa saber sobre esse estilo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *